Benefícios de um software na nuvem

Com as necessidades de maior praticidade, agilidade e redução de custos para os negócios, o benefícios de um software na nuvem tem sido a solução ideal. Na rotina diária de uma empresa, sabemos que existem diversas tarefas e a economia de tempo e dinheiro é essencial. Existem sistemas para petshop e clinica veterinária que proporcionam uma melhora no gerenciamento e que não necessitam de instalação, backups constantes e servidores. (Pois isso é feito automaticamente com softwares em nuvem)

Os softwares na nuvem são práticos, possuem diversos benefícios e estão sendo os mais contratados ultimamente por empresários que desejam o gerenciamento eficaz de sua empresa, facilitando o trabalho com a parte burocrática. O Nuvem Vet é uma das opções de softwares na nuvem para empresas, que proporciona os benefícios e serviços de gerenciamento que seu negócio necessita.

Benefícios de um software na nuvem

Confiram quais os benefícios de um software na nuvem para sua empresa.

Agilidade e praticidade

O software na nuvem permite que você acesse as informações para sua empresa de onde estiver através do uso de aparelhos que possuam acesso internet. Assim, é possível acessar, estar informado sobre a situação da sua empresa e trabalhar com o sistema financeiro on-line.

Redução de custos

Não é necessário utilizar infraestrutura de servidores na empresa, a mão de obra com instalação ou reinstalação desaparece, pois os softwares na nuvem não precisam ser instalados, talvez somente as configurações iniciais, mas se for preciso ele pode ser acessado em novas máquinas através de navegadores de internet como opera, Internet Explorer, mozilla ou chrome, basta acessar com usuário e senha, sem contratar planos de internet específicos ou configurações especiais.

Segurança

Caso a máquina em que está utilizando o software na nuvem esteja com problemas ou não funcionem, os fornecedores do software on-line garantem o backup e acesso aos seus dados, basta usar outra máquina para trabalhar. Além disso, o software na nuvem possui certificados digitais que garantem a autenticidade no site e a criptografia dos dados que trafegam codificados pela internet.

Escalabilidade operacional

A necessidade da empresa em manejar os recursos conforme a demanda e as oscilações de demanda pode ser mais prática com o auxílio de um software na nuvem. Bastam alguns cliques para que o gestor de TI do seu negócio modifique as soluções contratadas. O que influência para o melhor planejamento e estratégias da empresa em médio ou longo prazo.

Melhora nos índices de produtividade

Os softwares na nuvem como gestores das empresas tem sido um ótimo negócio, pois a opção de ter seus dados disponíveis na internet facilita a comunicação interna e aumenta a produtividade da empresa.

Para quem precisa viajar e deixar o seu negócio por uns dias, essa tecnologia é muito útil, pois permite a modalidade home Office para seus funcionários, que também conseguem acessar dados, atualizar relatórios, produzir as informações e compartilhar com você em tempo real, com alta performance e segurança.

É criado um espaço integrado para manutenção de aplicativos na nuvem, o que é crucial para que sua empresa mantenha o alto índice de produtividade.

9 Remédios caseiro para a gripe

É muito ruim quando temos muitas coisas para fazer e simplesmente ficamos doentes e com indisposição para fazer as tarefas do dia-a-dia, não é mesmo?

9 Remédios caseiro para a gripe

Os sintomas da gripe são:  Febre, dor de garganta, dor no corpo, tosse, espirros, congestão nasal e arrepios.

Se você está com esses sintomas pode ter certeza que está começando a ficar doente, portanto, separamos algumas receitas caseiras para gripe que irão te ajudar muito.

1- Se houver uma febre tente não tomar remédio para gripe e providencie um banho quente.

2 – Respire vapor, quando você respira um ar úmido ajuda na dor de garganta e alivia a congestão nasal.

3- Faça compressas quentes, isso ajuda caso te der dor de cabeça ou se sua cabeça estiver latejando.

4 -Gargareje com água salgada, ajuda a tiver a mucosa.

Se fez todos esses procedimentos e nada adiantou faça alguns remédios caseiros para gripe, talvez te ajude mais do que você imagina.

Chá de Mel com Limão

Suco de 1 limão

2 colheres de sopa de mel

Água fervente 1 xícara

Adicione o mel dentro da xícara de água fervente, mexa bastante para que misture em seguida adicione o suco de limão tem que ser puro, quando terminar de fazer o chá tome logo em seguida de pronto.

Chá de equinácea

Água fervente 1 xícara

1 colher de folhas secas de equinácea

Coloque a equinácea em água fervente e aguarde dez minutos. Coe e tome.

Chá de sabugueiro

1 colher de sabugueiro

1 xícara de água fervente

1 colher de chá de tília.

Adicione o sabugueiro e o chá de tília em uma xícara fervente deixa descansando por 10 minutos deixe tampado, passado esses dez minutos coe e tome.

Chá de alho

3 dentes de alho

meio limão

1 xícara de água

1 colher de mel

Amasse os dentes de alho pegue uma panela e coloque-o dentro e adicione água, deixe ferver por cinco minutos contados. Depois adicione o mel e meio limão tome quando estiver morno

Dizem que quando é um resfriado ou uma gripe leve deve-se melhorar em até sete dias, portanto tente tomar os chás todos os dias e não esqueça, mas se mesmo assim nada adiantar é melhor não arriscar e procurar um médico pois é sua saúde que está em jogo, existem muitos remédios caseiros porem nenhum faz tanto milagre igual um médico, só ele saberá que tipo de gripe está lidando e quais os melhores remédios e mais eficaz você deve tomar.

Remédios caseiros para resfriado

O suco de laranja com mel é muito bom pois tem a vitamina C.

Xarope de alho é eficaz contra a gripe e tem alicina uma substancia que ajuda na congestão nasal.

Suco de maça com mel é maravilhoso e saboroso tem por sua vez propriedades hidratantes.

Alho fervido e mel tem por sua vez propriedades hidratantes iguais ao suco de maça com mel e também a substancia alicina.

Suco de caju tem em sua propriedade a vitamina C.

E por último a melhor e muito deliciosa a canja de galinha, tem carboidratos, vitaminas e muitas proteínas ela não tem a opção de cura, porém é uma refeição que te ajudará a equilibrar seu corpo, você pode comer a canja acompanhada do sujo de laranja ou de caju, como preferir.

A história da Santa Casa no Brasil

Em todo o Brasil são 2.100 Santa Casas. Conheça a história destas instituições tão importantes para os brasileiros.

A história da Santa Casa no Brasil

O que é uma Santa Casa?

O termo Santa Casa, já existe no Brasil a quase 500 anos, são instituições filantrópicas com foco no atendimento da população mais carente e dos mais necessitados e detém um papel fundamental para a saúde publica do nosso pais.

A primeira Santa Casa, surgiu ainda durante o período colonial em Olinda – PE em 1939, depois em Santos no ano de 1543, seguido pela Bahia, Espirito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Porto Alegre, hoje abriga um complexo com sete hospitais que atendem todas as especialidade médicas, chamado “Complexo Hospitalar Santa Casa”, além de outras Santas Casas espalhadas por todo o Brasil.

Veja a lista completa das 10 primeiras Santa Casa do Brasil, e seus respectivos anos de fundação:

 

  1. 1539 – Santa Casa de Misericórdia de Olinda (PE)
  2. 1543 – Santa Casa da Misericórdia de Santos (SP)
  3. 1549 – Santa Casa de Misericórdia de Salvador (BA)
  4. 1582 – Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (RJ)
  5. 1551 – Santa Casa de Misericórdia de Vitória (ES)
  6. 1599 – Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (SP)
  7. 1602 – Santa Casa de Misericórdia de João Pessoa (PB)
  8. 1619 – Santa Casa de Misericórdia de Belém (PA)
  9. 1657 – Santa Casa de Misericórdia de São Luís (MA)
  10. 1792 – Santa Casa de Misericórdia de Campos (RJ)

 

Relação da Santa Casa e o Governo

A relação entre o atendimento em Santa Casa e o governo é muito próxima, hoje estimasse que 40% dos atendimentos realizados pelo SUS – Sistema Único de Saúde, são realizados em Santas Casas, dado que nos remete a grande importância estas instituições no país.

O SUS – Sistema Único de Saúde é considerado um dos maiores sistemas públicos de saúde em todo o mundo, garantindo pela Constituição o acesso integral universal e igualitária da população brasileira a saúde.

Porém na prática não é bem assim que as coisas funcionam, o atendimento em Santa Casa de Saúde, que normalmente oferece atendimentos de Alta complexidade a população, enfrenta problemas com os repasses federais, por vezes deficitário em relação a realidade dos atendimentos.

 

Situação atual das Santa Casas

Infelizmente no atual cenário, cerca de 90% das Santas Casas estão endividadas, esse número é alarmante, e não bastasse isso, as dívidas são altíssimas e comprometem os atendimentos realizados.

Esse número está diretamente relacionado ao défice dos repasses financeiros do governo às Santa Casas, além de falhas de administração e gestão destes mesmos recursos.

A Santa Casa de São Paulo, considerada o maior hospital público da América Latina, chegou a suspender serviços, atrasar salários e dispensar serviços terceirizados, em virtude de sua dívida, que ronda a casa dos R$800 milhões.

A Santa Casa de Lagoa Santa em Belo Horizonte, chegou a ficar fechada por falta de condições mínimas de atendimento, sendo reaberta somente através de uma determinação judicial.

Vários outros exemplos poderiam ser apresentados aqui, embora muitas destas Santas Casas sejam referência em suas especialidades, a sua saúde financeira inspira cuidados.

Como enviar mensagens urgentes caso eu esteja no exterior?

Você está no exterior, aconteceu algum imprevisto e não sabe como enviar um torpedo SMS em outro país? Calma, fique tranquilo. Te explicamos como fazer isso. Não é tão difícil assim. Basta ter cautela com alguns códigos numéricos que mudarão no momento de fazer a ligação ou enviar uma mensagem.

como enviar mensagens urgentes caso eu esteja no exterior

Como faço funciona o envio de SMS no exterior?

O primeiro passo é entender que para enviar e receber mensagens de um celular que está em outro país, é preciso que ambas as operadoras possuam um acordo de Roaming, e que utilizem a mesma tecnologia de rede. Por exemplo: Um celular que está conectado ao CDMA não pode enviar, nem receber SMS de um aparelho conectado ao GSM, e vice-versa.

Para que você consiga enviar mensagens quando estiver fora, é bem simples. Basta colocar o + e o código do país de destino, depois o código de área e, por fim o número do telefone que deseja ligar ou mandar a mensagem.

Mas se quiser enviar torpedos para aparelhos conectados à rede CDMA, precisa fazer o seguinte: Coloque 00, o código do país, o código de área e o número do telefone.

Ambos os procedimentos seguem, em tese, a mesma forma para as duas redes. É importante saber que você não precisa contratar nenhum serviço do exterior para conseguir enviar mensagens, em contrapartida, é preciso ficar atento à tarifa de roaming determinada pela operadora contratada.

 

Mas o que é um roaming de dados?

É um conceito de telefonia móvel que é capaz de enviar e receber dados por redes fora do serviço local da companhia, ou seja, na estadia de um país diferente, por exemplo, ou em uma zona de serviço de outra empresa do mesmo país.

 

Como saber se minha operadora tem roaming?

Normalmente, quase todas dispõem desse recurso. No site das operadoras, é possível visualizar em quais países ela tem acordo com Roaming, bem como as tarifas de cada uma. As empresas de telefonia que disponibilizam torpedos internacionais são: a Vivo, Tim, Claro, oi e BRTelecom.

Além de todos esses fatores, é fundamental que você verifique o local onde você está hospedado, ou vai usar a rede, por exemplo. Se o sinal for ruim e vulnerável a interferências, pode ser mais difícil de você conseguir enviar sua mensagem com êxito. Neste caso, o ideal é apelar ao uso da internet mesmo.

Muitas operadoras oferecem tarifas especiais e mais baixas para determinados países. Como a procura pelas viagens no exterior tornou-se comum, a maioria delas possui ampla cobertura em mais de 200 países. Com cobranças mais baixas, o custo-benefício, vira uma grande vantagem.

Se você viaja bastante para o exterior, vai a trabalho e sempre precisa estar enviando SMS e fazendo ligações para seu país de origem, pegue essa dica: Pesquise bastante sobre as taxas de roaming das operadoras, por incrível que pareça elas variam bastante. Ao comparar os valores, você terá uma noção daquilo que é mais vantajoso, sem sacrificar seu bolso ao final do mês, quando chegar da viagem! Vale a pena pensar nisso e a economia é enorme!

Se você possui um seguro viagem, pode ser que você tenha reembolso desses custos, e vale a pena conferir com um especialista em Assistência Viagem antes de você viajar, como é o caso da empresa multiseguroviagem.com.br.

Plano de saúde: o que analisar para fechar um plano de saúde?

A contratação de um plano de saúde é uma decisão séria, que envolve a análise de uma série de variáveis que precisam ser levadas em consideração antes de assinar o contrato com alguma operadora.

Caso contrário, você irá correr o risco de adquirir um serviço que não só não irá suprir todas as suas necessidades, mas também ineficiente e de baixa qualidade.

Para que isso não aconteça, ao longo deste post serão apresentadas dicas indispensáveis para quem deseja contratar um plano de assistência à saúde de qualidade. Confira:

Plano de saúde: descubra qual o perfil dele

O perfil do plano de saúde é o primeiro aspecto que deve ser analisado, antes de finalizar qualquer tipo de contratação. Geralmente, as operadoras de saúde oferecem convênios de dois principais tipos que atendem a necessidades específicas. A saber:

  • Coletivo ou empresarial: o plano ideal para empresas ou entidades de classe que desejam garantir a qualidade de vida e saúde dos seus colaboradores
  • Individual ou familiar: oferece uma assistência à saúde com serviços personalizados para um indivíduo ou sua família

A adesão desses planos ocorre de maneira distinta, no coletivo ou empresarial é exigido o vínculo com uma empresa ou entidade de classe. Enquanto no individual ou familiar a contratação é realizada diretamente com a operadora.

Cobertura do plano

A cobertura refere-se ao procedimentos médicos-hospitalares que estão inclusos nos planos. A oferta de mais serviços ocasiona no aumento do valor final, por essa razão é crucial contratar apenas aqueles que cubram as reais necessidades de saúde do segurado.

Apesar de cada plano de saúde oferecer uma cobertura de procedimentos e tratamentos diferentes, as mais comuns são:

  • Ambulatorial: abrange consultas, exames, pré-natal e cirurgias de baixa complexidade
  • Ambulatorial mais hospitalar: podem incluir serviços de obstetrícia e atendimento médico-hospitalar
  • Hospitalar: engloba procedimento de alta complexidade com internação
  • Referência: oferece todos os serviços oferecidos pelas demais coberturas citadas

 

Abrangência da cobertura

A abrangência da cobertura do plano de saúde também deve ser verificada antes de realizar a contratação desse tipo de serviço. De modo geral, as operadoras oferecem convênios nacionais ou regionais.

Nos planos nacionais, o segurado tem acesso às instituições credenciadas do convênio em todo o país. Essa é a melhor opção para quem realiza muitas viagens e deseja ter a tranquilidade de receber o atendimento médico. Independente da região onde estiver localizado.

Por outro lado, nos planos regionais só é possível ter acesso às clínicas, hospitais e médicos de uma determinada região geográfica, previamente estipulada pelo plano. Sendo ideal, para quem não viaja com tanta frequência e quer ter acesso a uma excelente assistência à saúde.

Períodos de carência

A carência do plano compreende o período entre a assinatura do contrato e o início do uso dos serviços que foram contratados. De acordo com a regulação da Agência Nacional de Saúde (ANS) todas as operadoras de planos de saúde devem oferecer os seguintes períodos de carência:

  • 24 horas para atendimentos de urgência e emergência
  • 180 dias para internações
  • 24 meses para doenças ou lesões preexistentes
  • 180 dias para procedimentos e cirurgias de alta complexidade
  • 300 dias para parto

Reajuste do valor do plano

O reajuste do valor do plano de saúde é outro critério que precisa ser analisado, antes de fazer a contratação desse tipo de serviço. Ao estar bem informado sobre isso, é possível saber de fato qual o impacto que ele pode causar no orçamento mensal.

Os valores dos planos individuais ou familiares são reajustados de duas maneiras distintas: anualmente através do índice usado pela ANS e por faixa etária dos segurados.

Por outro lado, os planos coletivos ou empresariais são aqueles cujos valores são reajustados através de três variáveis diferentes: anualmente pelo índice da ANS, por faixa etária e pela sinistralidade.

Ao longo do post você pode conhecer os principais fatores que devem ser analisados, antes de fazer a contratação de um plano de saúde. Por essa razão, busque obter o máximo de informações sobre os períodos de carência, coberturas, perfis e reajuste dos valores dos planos de saúde.

Dessa forma, você conseguirá escolher o convênio que ofereça todos os serviços médicos-hospitalares que são importantes para você, sua família ou até mesmo grupo de colaboradores.

Plano de saúde o que analisar para fechar um plano de saúde

IPVA 2018: Como consultar o IPVA do meu veículo?

Todo ano quando a conta dos impostos chega, você não tem para onde correr. E para os motoristas não é diferente. Por isso, é importante você saber exatamente onde consultar o IPVA 2018 para não se complicar depois. Então, você deve procurar uma alternativa que descomplique o processo para você.

IPVA 2018 Como consultar o IPVA do meu veículo

Como saber se eu preciso pagar IPVA para o meu veículo?

 

Há diversas hipóteses nas quais o automóvel não será obrigado a pagar o IPVA 2018. Pensando nos seus direitos, fizemos uma lista das organizações que tem imunidade com base na Constituição Federal e ficam desobrigadas a pagar o imposto sobre seus veículos.
Confira abaixo:

  • Templos de qualquer culto;
  • Entidades Sindicais;
  • Instituições de assistência social e de educação;
  • Partidos políticos;
  • Órgãos públicos, incluindo autarquias e fundações;

 

Eu tenho direito a isenção do IPVA 2018?

 

Na modalidade de isenção o Estado abre mão de cobrar o imposto sobre o seu veículo. São diversas categorias, portanto é muito importante que você saiba em qual delas o seu veículo se encaixa para pedir a isenção e poder se livrar de pagar mais um imposto. O IPVA 2018 não é cobrado de:

  • Taxistas;
  • Ônibus utilizado no transporte urbano ou escolar;
  • Entidades diplomáticas;
  • Pessoas com deficiência física, visual, mental ou autista;

Se você se encaixa em qualquer uma dessas categorias é possível requerer a isenção do IPVA 2018 para o seu veículo. Também se encontra na modalidade de isenção as máquinas utilizadas para fins agrícolas, que não precisam pagar o imposto.

Mas o meu carro foi roubado, eu tenho que pagar o IPVA dele?

 

Não. Os veículos roubados ou furtados têm dispensa de pagamento do IPVA enquanto se encontram nessa situação. Isso também ocorre com veículos de paradeiro desconhecido, desde que apresentando o boletim de ocorrência. Também são dispensados de pagar o IPVA 2018 os veículos onde ocorreu a chamada perda total, isto é, um dano grave e irreversível no automóvel que impossibilita a locomoção. Para essas situações é necessário a apresentação do boletim de ocorrência, comprovando o relato do estado do automóvel à polícia.

 

Eu tenho um carro muito velho na garagem, como fica a situação dele?

 

Em muitos lares no Brasil ainda tem aquele carrinho velho, de valor puramente sentimental que a gente não consegue se desfazer. Muitas vezes esse carro passou anos na garagem e o imposto não foi pago porque o carro não estava circulando. É impossível sabermos a idade do seu carro, mas podemos te informar que é grande a chance desse seu carrinho de estimação já ser isento do IPVA 2018. A isenção muda de estado para estado, variando entre 10 e 20 anos contados a partir da data de fabricação. Então você vai poder arrumar aquele seu xodó automotivo e dar umas voltas com ele sem ter que pagar mais um imposto.

 

Meu carro não encaixou em nenhuma categoria, vou ter que pagar.

Para isso, é importante que você fique ciente da situação exata do seu veículo. Mas não se preocupe, há lugares na internet que podem te ajudar. O site IPVA 2018 oferece consulta e informações do IPVA em todo o Brasil e pode ser uma mão na roda pra você.

Para que serve a tabela FIPE e qual é a sua importância

A tabela FIPE é um instrumento indispensável para quem deseja comprar ou vender o seu veículo usado. Afinal, contribui para as negociações, sobretudo no que diz respeito ao valor real do veículo.

No entanto, o que muitas pessoas não sabem, é que ela não garante que o preço estipulado seja o mesmo do fechamento do negócio. Ao longo deste post você poderá compreender melhor esse tipo de informação e ainda descobrir qual a verdadeira importância dessa tabela. Confira:

tabela fipe

Tabela FIPE: o que é

A tabela FIPE é um método de precificação amplamente utilizado no processo de avaliação e negociação de veículos. Os dados da tabela são mensalmente divulgados e atualizados, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), entidade responsável pelo levantamento de informações desse setor no mercado.

Nela estão expressos os valores médios em reais, dos preços de automóveis, de acordo com a sua marca, ano e modelo. É importante destacar, que essa tabela não avalia quesitos como:

  • Quilometragem do veículo
  • Estado do automóvel
  • Cor
  • Acessórios do veículo
  • Região

Isso faz com que o processo de precificação do veículo com base nessa tabela, ocorra de modo totalmente imparcial, o que proporciona mais transparência e segurança no momento da comercialização do automóvel.

Afinal, para que serve a tabela?

De maneira geral, essa tabela é considerada como o primeiro passo para a negociação ou até mesmo avaliação de um veículo usado. É por meio dos dados obtidos com a tabela, que será dado o início para a compra ou venda dos automóveis.

Os valores da tabela são definidos de acordo com os preços dos mais diversos veículos do mercado, sejam eles novos, seminovos ou usados. É justamente por isso que ela é usada como uma referência para os vendedores.

Mas atenção! O valor definido para o veículo que se deseja comprar ou vender não é estipulado com base apenas nisso. Pelo contrário, para precificar um veículo é necessário levar em consideração outras variações que não estão inseridas na tabela.

 

A verdadeira importância da Tabela FIPE

A tabela FIPE é de suma importância para a comercialização e negociação de veículos em todo o país. Afinal, sem ela seria praticamente impossível estipular um preço justo a um veículo seminovo ou usado.

Desde quando foi criada, em 1973, ela tem sido amplamente utilizada por instituições financeiras, seguradoras e até mesmo por motoristas que não possuem base de preço no segmento automotivo.

Devido a ela, tornou-se mais prático e seguro estipular preços de venda e compra de veículos, de acordo com as suas especificidades e avaliação de mercado. A sua importância é tamanha que o indicador da tabela também é usado como base para o cálculo de impostos como o IPVA e para as parcelas de seguro dos carros.

 

Como usar a tabela Fipe

Mas como usar essa tabela tão importante para negociações de veículos? É simples, tudo que o interessado na compra ou venda de veículos precisa fazer é acessar o site do Instituto e fazer a pesquisa gratuita dos melhores preços do mercado para os carros usados, seminovos ou novos.

Para isso, o site irá exigir que sejam inseridas algumas informações sobre o veículo, tais como:

 

  • Tipo do veículo: Caminhão, moto ou carro
  • Ano de Referência
  • Modelo
  • Marca
  • Ano de Fabricação

 

É com base nessas informações que o sistema irá apresentar as importâncias, em reais, de cada tipo de veículo. Com base nelas, será possível iniciar qualquer tipo de negociação de compra ou venda de veículos, independente da sua condição.

Usar a tabela FIPE no momento da negociação de um automóvel, é uma das principais garantias de que se está realizando uma boa venda ou compra. Afinal, seus preços são elaborados de maneira imparcial, de acordo com as reais necessidades e demandas do mercado.

Esse parâmetro é tão seguro e eficaz, que até mesmo as grandes instituições financeiras e seguradoras do país a utilizam como base de precificação dos seus serviços e produtos.

Por essa razão, se você está pensando em vender ou comprar um veículo opte por acessar o site oficial da fundação e realizar uma pesquisa prévia sobre o valor de mercado que esse veículo possui no mercado.

5 Motivos para contratar vivo fibra

Cada dia mais operadoras passam a fornecer internet, são tantas e tão diferentes que você pode acabar ficando confuso sem saber qual delas é melhor escolher, têm aquelas que só existem na sua cidade, têm algumas super famosas que têm cobertura no brasil inteiro, mas afinal qual a melhor? fizemos esse artigo para dar alguns bons motivos para você escolher a vivo fibra e eu garanto que quando você terminar de ler você vai entender que essa é uma opção que combina perfeitamente com você, fica ligado.

motivos para contratar vivo fibra

1 – Sempre crescendo

A Vivo fibra é a mais nova entre as principais empresas de comunicação do Brasil, essa empresa têm apenas alguns anos de funcionamento e vem se expandido pelos diversos estados do país, isso quer dizer que é uma empresa que está sempre crescendo e investindo em novas formas de atender melhor o cliente, quem escolhe vivo fibra têm o conforto de saber que vai receber um serviço cada vez maior e com cada dia mais opções para tornar a vida mais fácil, ao contrário das outras empresas do ramo de comunicação a vivo fibra vem se desenvolvendo em uma velocidade alarmante que é uma prova de sua qualidade.

2 – Você recebe o que comprou

Se você perguntar aos seus conhecidos que utilizam serviços de outras operadoras de comunicação você vai descobrir que a velocidade de conexão que você compra quase nunca é a que você recebe, às empresas se baseiam em leis pouco conhecidas para cobrar mais caro por conexões supostamente maiores sem realmente aumentar a velocidade, a vivo fibra vende exatamente aquilo que vai te entregar, sua conexão vai ter a velocidade que você contratou, para garantir isso o serviço de atendimento da vivo está sempre à disposição do cliente que pode entrar em contato a qualquer hora para relatar problemas na rede e às equipes de manutenção trabalham sem parar para garantir que tudo funcione exatamente como deve.

3 – Preço justo, preço certo

Algumas empresas dizem cobrar menos do que todos no mercado, enquanto isso outras empresas se cobram valores muito altos por serviços simples, a vivo fibra cobra um valor considerado justo, o preço de cada pacote foi decidido com base em pesquisas feitas entre milhares de clientes até se encontrar um preço que fosse justo tanto para a empresa quanto para o consumidor, um serviço que vale cada centavo cobrado e que dá aos consumidores a opção de opinar antes de fazer qualquer reajuste, esse é um modelo de precificação adotado por empresas de primeiro mundo que no brasil apenas a vivo fibra utiliza.

4 – Atendimento ao consumidor Humanizado

Se você já tentou entrar em contato com uma empresa de comunicação você deve ter percebido que elas não sabem se comunicar, no geral ficamos durante horas esperando atendimento enquanto um assistente virtual mal feito finge não entender o que dizemos, na vivo fibra isso não acontece, o atendimento ao consumidor é feito de forma simples, primeiro você escolhe rapidamente uma opção no menu inicial e então você é transferido para o setor que você precisa falar, o processo todo do momento em que você pega o telefone até o atendimento acontecer leva menos de cinco minutos, você consegue falar com um atendente de maneira prática e sem perder uma hora dá sua vida.

5 – Sempre mais uma vantagem

As demais empresas de comunicação apenas querem que você escolha o pacote mais caro e se você escolher outro então elas apenas não te dão atenção, na vivo fibra é muito diferente, não importa se você escolher o pacote mais caro ou mais barato, sempre têm novas vantagens e novas promoções, mesmo que você utilize apenas o pacote mais básico dos serviços vivo fibra você ainda vai receber benefícios inesperados sempre que uma promoção acontecer, é uma empresa que trata todos os clientes como iguais independente de quanto dinheiro cada um tenha, o melhor atendimento independente de quanto dinheiro você gasta, isso é que é atendimento justo e de qualidade.

Agora que você já sabe às cinco principais razões para se tornar um cliente vivo fibra, escolha o pacote que mais combina com a sua forma de utilizar o serviço e entre em contato hoje mesmo, você não vai se arrepender de forma alguma.

Guia: Saiba tudo sobre o DPVAT com esse guia

O DPVAT é o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre. Essa sigla faz parte da vida de todos os motoristas, que todo ano são lembrados dessa tarifa junto com o IPVA. O grande objetivo do Seguro DPVAT é oferecer as vítimas de acidentes, uma forma de ajuda financeira para que elas possam arcar com as despesas médicas ou prejuízos do carro.

Ao contrário do que muitos pensam, que o Seguro DPVAT é só mais uma forma do governo tomar nosso dinheiro, sua função nada mais é, que ajudar as vítimas de acidentes automotivos. Ele foi criado a mais de quarenta anos e até hoje já ajudou milhares de condutores.

Todos sabemos que o trânsito brasileiro é muito perigoso, pois diariamente lidamos com motoristas irresponsáveis, que não respeitam as leis de trânsito, dirigem embriagados, com sono, ou apressados para chegar em seu destino, nessa hora muitos inocentes pagam o preço e se envolvem em acidentes com esses condutores.

Afinal de contas, o que é o DPVAT?

O Seguro DPVAT significa Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, é uma forma de ajudar as vítimas de acidente ocorridos em via terrestre com veículos automotores. Essa medida foi criada no ano de 1974 como forma de garantir segurança financeira as vítimas de acidente de trânsito.

Com o início do Seguro DPVAT as vítimas de acidentes de trânsito passaram a ter uma forma de se estabelecer financeiramente depois do acidente. Pensando nas pessoas que não podem voltar ao trabalho tão cedo e também ao custo causado pelos prejuízos com o carro, o DPVAT é uma forma de garantir estabilidade às vítimas.

Quem tem direito ao DPVAT?

Todas as vítimas envolvidas em um acidente com veículos automotores, sendo pedestres, motoristas, passageiros ou ciclistas. O seguro é oferecido em três situações, nos casos de morte, invalidez e despesas médicas. As próprias vítimas podem solicitar o valor referente ao Seguro DPVAT, sendo que em casos de morte, a missão fica para algum familiar.

Até quando posso dar entrada no DPVAT?

Você pode dar entrada no Seguro DPVAT até três anos após o acidente ter ocorrido, para isso você precisa ter em mãos alguns documentos. Existem três tipos de indenização e cada uma delas oferece valores diferentes e precisa de documentos diferentes.

No caso de indenização para cobrir as despesas médicas decorrentes do acidente, é preciso um boletim de ocorrência, também um comprovante das despesas e comprovante do pagamento, para que depois você possa ser ressarcido.

Já nos casos de indenização por invalidez é preciso um boletim de ocorrência, bem como um laudo do Instituto Médico Legal que comprove o surgimento da patologia. Para os casos de indenização por morte é necessário certidão de óbito, boletim de ocorrência e comprovante de parentesco.

Quanto eu posso receber com o Seguro DPVAT?

Como já foi dito, existem três tipos de indenizações e cada uma delas tem um valor diferente para a vítima receber. As indenizações para auxílio do pagamento das despesas médicas, podem chegar até R$ 2.700,00 enquanto nos casos de morte ou ainda de indenização por invalidez, o valor pode ser de até R$ 13.500,00.

guia seguro DPVAT

Seguro automotivo: 6 Motivos para contratar um seguro automotivo

Mais de 3.800 veículos são roubados ou furtados por mês, apenas no estado de São Paulo – de acordo com dados de diversas empresas seguradoras. O índice realmente é alto e, assim, se torna, cada vez mais essencial contar com um seguro automotivo.

Manter seu veículo segurado e ainda te garante proteção a outras adversidades, como problemas mecânicos ou decorrentes a acidentes. A seguir, confira os 6 motivos para você não deixar de contratar um seguro para o seu veículo nos dias de hoje.

Seguro automotivo Motivos para contratar um seguro automotivo

6 Motivos para contratar um seguro automotivo

 

  1. Furto ou Roubo do Veículo: com os dados alarmantes apresentados no início desse post, é quase indispensável falar sobre a segurança que você terá em contratar um seguro automotivo. A apólice dos seguros prevê a indenização do veículo furtado ou roubado, geralmente, com base nos valores da Tabela Fipe.

    Assim, o prejuízo do segurado é bem menor, caso o veículo passe por um caso de furto ou roubo. Há planos, ainda, que oferecem um carro reserva até o cliente ser reembolsado no valor do seu veículo original, para que ele não fique sem condução!

  2. Acidentes de Trânsito: muitos acidentes de trânsito ainda acontecem, mesmo com as leis se tornando mais rígidas. Caso seu veículo se envolva em um acidente e conte com um seguro automotivo, o segurado terá bem menos preocupação.
    Há planos de seguros que cobrem diversos danos, oferecendo assistência a vítimas e, em situações de perda total, indeniza o segurado em relação ao valor total de mercado do veículo segurado. Porém, existem regras para a coberturas no caso de acidentes, assim, é essencial verificar essas normas para se preparar caso se envolva em situações não cobertas pelo seguro automotivo em vigência.
  3. Segurança financeira e tranquilidade: realmente contar com um seguro automotivo é a melhor maneira de ter segurança financeira e garantir a sua estabilidade. Isso porque o assegurado sabe que terá assistência nos casos previstos em contrato, como roubo, furto, acidentes por terceiros, causas naturais entre diversas outras situações.
  4. Serviço Assistencial: imagine se o veículo resolve parar de funcionar no meio do trânsito? Além de causar transtornos ao proprietário, ele pode estar sujeito a levar uma multa.
    O seguro automotivo oferece serviços de guincho para remover o veículo parado do local. E ainda cobre eventuais danos que ele possa vir a sofrer durante esse trajeto.
    Além disso, há planos que dão direito ao transporte do passageiro. Um carro particular que leva o condutor e os passageiros até os seus destinos.
  5. Serviços de Assistência técnica e mecânica: boa parte dos planos de seguro, para conquistar o cliente, nesse mercado tão competitivo, costuma ser as coberturas para serviços de assistência. Assim, se seu veículo apresentar problemas mecânicos ou elétricos, você pode não desembolsar com o conserto, deixando para a empresa seguradora cuidar desses reparos.
    As partes e peças com defeito cobertas pelo seguro devem constar em contrato. Então, antes de contratar um seguro automotivo, observe se as condições atendem as suas necessidades. Há possibilidade também de expandir coberturas para serviços de assistência. Faça o seguro automotivo que for mais conveniente para você e o seu veículo!
  6. Benefícios extras: muitas seguradoras, além das coberturas básicas, oferecem benefícios extras para ganhar o cliente, como descontos em estacionamentos e serviços de reparos residenciais. Aproveite desses benefícios, assim, você conta com benefícios extras, além de manter seu veículo protegido.
  7. Coberturas adicionais: para alguns consumidores, diversas coberturas adicionais valem a pena de serem inclusas no seguro automotivo – mesmo representando taxas a mais a serem pagas por mês.

    Existem coberturas adicionais, por exemplo, que cobrem furto, roubo ou danos ao veículo em territórios fora do país – um excelente recurso para quem gosta de se aventurar com o carro ou moto, principalmente, por países da América do Sul.

    Ainda há coberturas adicionais que cobrem roubo ou furto de acessórios e peças que não fazem parte do veículo original, além de cobertura para danos causados em autos e motos de terceiros. Alguns planos se estendem e ainda pagam ou indenizam despesas médicas ou hospitalares ocorridas com o condutor e/ou passageiros, em casos de acidentes.

    As coberturas adicionais são diversas. Basta você consultar as empresas de seguro e ver se algumas delas se encaixa a suas necessidades.