9 Remédios caseiro para a gripe

É muito ruim quando temos muitas coisas para fazer e simplesmente ficamos doentes e com indisposição para fazer as tarefas do dia-a-dia, não é mesmo?

9 Remédios caseiro para a gripe

Os sintomas da gripe são:  Febre, dor de garganta, dor no corpo, tosse, espirros, congestão nasal e arrepios.

Se você está com esses sintomas pode ter certeza que está começando a ficar doente, portanto, separamos algumas receitas caseiras para gripe que irão te ajudar muito.

1- Se houver uma febre tente não tomar remédio para gripe e providencie um banho quente.

2 – Respire vapor, quando você respira um ar úmido ajuda na dor de garganta e alivia a congestão nasal.

3- Faça compressas quentes, isso ajuda caso te der dor de cabeça ou se sua cabeça estiver latejando.

4 -Gargareje com água salgada, ajuda a tiver a mucosa.

Se fez todos esses procedimentos e nada adiantou faça alguns remédios caseiros para gripe, talvez te ajude mais do que você imagina.

Chá de Mel com Limão

Suco de 1 limão

2 colheres de sopa de mel

Água fervente 1 xícara

Adicione o mel dentro da xícara de água fervente, mexa bastante para que misture em seguida adicione o suco de limão tem que ser puro, quando terminar de fazer o chá tome logo em seguida de pronto.

Chá de equinácea

Água fervente 1 xícara

1 colher de folhas secas de equinácea

Coloque a equinácea em água fervente e aguarde dez minutos. Coe e tome.

Chá de sabugueiro

1 colher de sabugueiro

1 xícara de água fervente

1 colher de chá de tília.

Adicione o sabugueiro e o chá de tília em uma xícara fervente deixa descansando por 10 minutos deixe tampado, passado esses dez minutos coe e tome.

Chá de alho

3 dentes de alho

meio limão

1 xícara de água

1 colher de mel

Amasse os dentes de alho pegue uma panela e coloque-o dentro e adicione água, deixe ferver por cinco minutos contados. Depois adicione o mel e meio limão tome quando estiver morno

Dizem que quando é um resfriado ou uma gripe leve deve-se melhorar em até sete dias, portanto tente tomar os chás todos os dias e não esqueça, mas se mesmo assim nada adiantar é melhor não arriscar e procurar um médico pois é sua saúde que está em jogo, existem muitos remédios caseiros porem nenhum faz tanto milagre igual um médico, só ele saberá que tipo de gripe está lidando e quais os melhores remédios e mais eficaz você deve tomar.

Remédios caseiros para resfriado

O suco de laranja com mel é muito bom pois tem a vitamina C.

Xarope de alho é eficaz contra a gripe e tem alicina uma substancia que ajuda na congestão nasal.

Suco de maça com mel é maravilhoso e saboroso tem por sua vez propriedades hidratantes.

Alho fervido e mel tem por sua vez propriedades hidratantes iguais ao suco de maça com mel e também a substancia alicina.

Suco de caju tem em sua propriedade a vitamina C.

E por último a melhor e muito deliciosa a canja de galinha, tem carboidratos, vitaminas e muitas proteínas ela não tem a opção de cura, porém é uma refeição que te ajudará a equilibrar seu corpo, você pode comer a canja acompanhada do sujo de laranja ou de caju, como preferir.

A história da Santa Casa no Brasil

Em todo o Brasil são 2.100 Santa Casas. Conheça a história destas instituições tão importantes para os brasileiros.

A história da Santa Casa no Brasil

O que é uma Santa Casa?

O termo Santa Casa, já existe no Brasil a quase 500 anos, são instituições filantrópicas com foco no atendimento da população mais carente e dos mais necessitados e detém um papel fundamental para a saúde publica do nosso pais.

A primeira Santa Casa, surgiu ainda durante o período colonial em Olinda – PE em 1939, depois em Santos no ano de 1543, seguido pela Bahia, Espirito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Porto Alegre, hoje abriga um complexo com sete hospitais que atendem todas as especialidade médicas, chamado “Complexo Hospitalar Santa Casa”, além de outras Santas Casas espalhadas por todo o Brasil.

Veja a lista completa das 10 primeiras Santa Casa do Brasil, e seus respectivos anos de fundação:

 

  1. 1539 – Santa Casa de Misericórdia de Olinda (PE)
  2. 1543 – Santa Casa da Misericórdia de Santos (SP)
  3. 1549 – Santa Casa de Misericórdia de Salvador (BA)
  4. 1582 – Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (RJ)
  5. 1551 – Santa Casa de Misericórdia de Vitória (ES)
  6. 1599 – Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (SP)
  7. 1602 – Santa Casa de Misericórdia de João Pessoa (PB)
  8. 1619 – Santa Casa de Misericórdia de Belém (PA)
  9. 1657 – Santa Casa de Misericórdia de São Luís (MA)
  10. 1792 – Santa Casa de Misericórdia de Campos (RJ)

 

Relação da Santa Casa e o Governo

A relação entre o atendimento em Santa Casa e o governo é muito próxima, hoje estimasse que 40% dos atendimentos realizados pelo SUS – Sistema Único de Saúde, são realizados em Santas Casas, dado que nos remete a grande importância estas instituições no país.

O SUS – Sistema Único de Saúde é considerado um dos maiores sistemas públicos de saúde em todo o mundo, garantindo pela Constituição o acesso integral universal e igualitária da população brasileira a saúde.

Porém na prática não é bem assim que as coisas funcionam, o atendimento em Santa Casa de Saúde, que normalmente oferece atendimentos de Alta complexidade a população, enfrenta problemas com os repasses federais, por vezes deficitário em relação a realidade dos atendimentos.

 

Situação atual das Santa Casas

Infelizmente no atual cenário, cerca de 90% das Santas Casas estão endividadas, esse número é alarmante, e não bastasse isso, as dívidas são altíssimas e comprometem os atendimentos realizados.

Esse número está diretamente relacionado ao défice dos repasses financeiros do governo às Santa Casas, além de falhas de administração e gestão destes mesmos recursos.

A Santa Casa de São Paulo, considerada o maior hospital público da América Latina, chegou a suspender serviços, atrasar salários e dispensar serviços terceirizados, em virtude de sua dívida, que ronda a casa dos R$800 milhões.

A Santa Casa de Lagoa Santa em Belo Horizonte, chegou a ficar fechada por falta de condições mínimas de atendimento, sendo reaberta somente através de uma determinação judicial.

Vários outros exemplos poderiam ser apresentados aqui, embora muitas destas Santas Casas sejam referência em suas especialidades, a sua saúde financeira inspira cuidados.

Plano de saúde: o que analisar para fechar um plano de saúde?

A contratação de um plano de saúde é uma decisão séria, que envolve a análise de uma série de variáveis que precisam ser levadas em consideração antes de assinar o contrato com alguma operadora.

Caso contrário, você irá correr o risco de adquirir um serviço que não só não irá suprir todas as suas necessidades, mas também ineficiente e de baixa qualidade.

Para que isso não aconteça, ao longo deste post serão apresentadas dicas indispensáveis para quem deseja contratar um plano de assistência à saúde de qualidade. Confira:

Plano de saúde: descubra qual o perfil dele

O perfil do plano de saúde é o primeiro aspecto que deve ser analisado, antes de finalizar qualquer tipo de contratação. Geralmente, as operadoras de saúde oferecem convênios de dois principais tipos que atendem a necessidades específicas. A saber:

  • Coletivo ou empresarial: o plano ideal para empresas ou entidades de classe que desejam garantir a qualidade de vida e saúde dos seus colaboradores
  • Individual ou familiar: oferece uma assistência à saúde com serviços personalizados para um indivíduo ou sua família

A adesão desses planos ocorre de maneira distinta, no coletivo ou empresarial é exigido o vínculo com uma empresa ou entidade de classe. Enquanto no individual ou familiar a contratação é realizada diretamente com a operadora.

Cobertura do plano

A cobertura refere-se ao procedimentos médicos-hospitalares que estão inclusos nos planos. A oferta de mais serviços ocasiona no aumento do valor final, por essa razão é crucial contratar apenas aqueles que cubram as reais necessidades de saúde do segurado.

Apesar de cada plano de saúde oferecer uma cobertura de procedimentos e tratamentos diferentes, as mais comuns são:

  • Ambulatorial: abrange consultas, exames, pré-natal e cirurgias de baixa complexidade
  • Ambulatorial mais hospitalar: podem incluir serviços de obstetrícia e atendimento médico-hospitalar
  • Hospitalar: engloba procedimento de alta complexidade com internação
  • Referência: oferece todos os serviços oferecidos pelas demais coberturas citadas

 

Abrangência da cobertura

A abrangência da cobertura do plano de saúde também deve ser verificada antes de realizar a contratação desse tipo de serviço. De modo geral, as operadoras oferecem convênios nacionais ou regionais.

Nos planos nacionais, o segurado tem acesso às instituições credenciadas do convênio em todo o país. Essa é a melhor opção para quem realiza muitas viagens e deseja ter a tranquilidade de receber o atendimento médico. Independente da região onde estiver localizado.

Por outro lado, nos planos regionais só é possível ter acesso às clínicas, hospitais e médicos de uma determinada região geográfica, previamente estipulada pelo plano. Sendo ideal, para quem não viaja com tanta frequência e quer ter acesso a uma excelente assistência à saúde.

Períodos de carência

A carência do plano compreende o período entre a assinatura do contrato e o início do uso dos serviços que foram contratados. De acordo com a regulação da Agência Nacional de Saúde (ANS) todas as operadoras de planos de saúde devem oferecer os seguintes períodos de carência:

  • 24 horas para atendimentos de urgência e emergência
  • 180 dias para internações
  • 24 meses para doenças ou lesões preexistentes
  • 180 dias para procedimentos e cirurgias de alta complexidade
  • 300 dias para parto

Reajuste do valor do plano

O reajuste do valor do plano de saúde é outro critério que precisa ser analisado, antes de fazer a contratação desse tipo de serviço. Ao estar bem informado sobre isso, é possível saber de fato qual o impacto que ele pode causar no orçamento mensal.

Os valores dos planos individuais ou familiares são reajustados de duas maneiras distintas: anualmente através do índice usado pela ANS e por faixa etária dos segurados.

Por outro lado, os planos coletivos ou empresariais são aqueles cujos valores são reajustados através de três variáveis diferentes: anualmente pelo índice da ANS, por faixa etária e pela sinistralidade.

Ao longo do post você pode conhecer os principais fatores que devem ser analisados, antes de fazer a contratação de um plano de saúde. Por essa razão, busque obter o máximo de informações sobre os períodos de carência, coberturas, perfis e reajuste dos valores dos planos de saúde.

Dessa forma, você conseguirá escolher o convênio que ofereça todos os serviços médicos-hospitalares que são importantes para você, sua família ou até mesmo grupo de colaboradores.

Plano de saúde o que analisar para fechar um plano de saúde

As melhores clinicas fisioterapêuticas do Distrito Federal

A fisioterapia é muito importante para a área da saúde. Ela atua principalmente em casos pré-cirúrgicos, pós-cirúrgicos, terminais, ortopédicos, clínicas estéticas e outros. Em qualquer uma dessas áreas a fisioterapia é indispensável. É ela que irá promover uma melhora significativa nos quadros clínicos dos pacientes que passam por um tratamento intensivo. Se você mora na região central do Brasil e procura profissionais qualificados, então esse post é para você. Confira as melhores clínicas fisioterapêuticas do Distrito Federal.

clinicas fisioterapeuticas DF

Cefis Bsb – Centro Físico de Excelência Física de Brasília

Atendendo nas áreas de Nutrologia, Endocrinologia, Ortopedia, Nutrição, Fisioterapia Osteopatia e Dermatologia, a equipe acredita que cada consulta é essencial para a boa recuperação do paciente. A organização tem como missão promover o bem-estar por meio de um atendimento e acompanhamento personalizado e especializado com as melhores práticas e serviços prestados. Atualmente a clínica dispõe de aplicativos exclusivos para que os pacientes marquem suas consultas.

PLENA – Clínica de Reabilitação Integrada e terapias complementares

Tem como seu princípio oferecer um serviço de qualidade, eficiência com acessibilidade à população, que trate o paciente de maneira integrada, por meio da tríade corpo, mente e espírito.  O trabalho é realizado com técnicas específicas que têm a finalidade de restaurar a saúde das pessoas.

Dayse Moura

Fisioterapeuta que trabalha com procedimentos de reabilitação, casos respiratórios, entre eles a aplicação do método Proetz, cujo é indicado para alívio de obstruções nasais.

Centro de Reabilitação Sarah Brandão

A instituição é considerada uma das principais clínicas de reabilitação fisioterapêutica do país. Com mais de 10 anos no mercado, o Centro de Reabilitação Sarah Brandão atua em vários setores da fisioterapia. A organização marca presença em grandes eventos como congressos e seminários de saúde, propagando um sistema de tratamento dinâmico e integrado. Seus maiores casos de sucesso estão no âmbito de pé e pós-operatório.

Fisioterapia Brasília – Asa Sul

O serviço se destaca principalmente em áreas como alongamento muscular, cinesioterapia, drenagem linfática, drenagem pré-operatório, drenagem pós-operatório, drenagem para gestantes, eletroterapia, fisioterapia motora, massoterapia e técnicas de respiração.

Murany Rabelo

Profissional com experiência na área de pediatria, ortopedia e neuro adulta.

Por que frequentar as melhores clínicas fisioterapêuticas do Distrito Federal?

Todo mundo sabe que saúde é uma coisa muito séria. Por esses e outros motivos é necessário atentar-se ao profissional que cuidará da sua patologia.  A fisio então torna-se muito importante também para crianças que já nascem com algum tipo de problema neurológico.

Quanto mais o paciente realiza sessões, menos serão limitados os movimentos essenciais do corpo.  As sessões retardam o processo de atrofiamento dos músculos, evitando a perca de equilíbrio, potencializando a firmeza muscular.

Suponhamos que o paciente não ande, quanto mais ele realiza a fisioterapia, os profissionais responsáveis promoverão exercícios que poderão auxiliá-lo na recuperação do movimento. A principal função dessas atividades é corrigir diversos problemas que podem dificultar a locomoção dos pacientes, ou que os impedem de realizar tarefas simples, como cozinhar, pegar um copo, lavar um prato, etc.

A fisioterapia também está presente em muitas empresas. Todo mundo que passa muito tempo em frente ao computador, ou em pé na mesma posição é preciso passar por um exercício intensivo para evitar lesões. Dessa maneira, é realizado um trabalho de ergonomia, para que os colaboradores consigam relaxar frente à rotina exaustiva.

As sessões podem ser realizadas mesmo quando não há nenhuma doença. Mas se a pessoa sentir dor em alguma articulação, é necessário que ela procure um fisioterapeuta. Principalmente se a mesma já tiver passado por algum trauma, como por exemplo o de um acidente, ou até de um procedimento cirúrgico.

O profissional também poderá ajudar no tratamento de doenças respiratórias, tais como na recuperação de Doenças Progressivas Obstrutivas Crônicas, sendo realizados procedimentos específicos para cada distúrbio. Os benefícios comprovados são: melhoria na elasticidade pulmonar, aumento de fluxo inspiratório, melhorias na expansão pulmonar, entre outros.

Agora você já sabe quais são as melhores clínicas fisioterapêuticas do Distrito Federal, marque já sua consulta e sinta a diferença nos seus afazeres do dia a dia. Com toda certeza você desejará repetir as sessões com determinada frequência ao longo do tempo.