Empréstimo com garantia de imóvel: quais os benefícios?

Muitas pessoas não sabem, mas na maioria das vezes, o empréstimo com garantia de imóvel é a melhor opção para fazer a contração de empréstimos. Isso porque essa é um excelente método para se livrar de vez das dívidas e também pagar pequenas taxas de juros de juros.

Além disso, o empréstimo com garantia possui diversos outros benefícios e vantagens para o consumidor. Você deseja saber quais são? Continue acompanhando o artigo para descobrir!

Empréstimo com garantia de imóvel: baixas taxas de empréstimo

Fazer empréstimo com garantia de imóvel é uma excelente opção porque as taxas costumam ser baixas, quando comparadas a outras modalidades. Na grande maioria das vezes, as taxas de empréstimo com garantia, possuem uma taxa de menos de 2% ao mês.

Por isso, não entre no cheque especial, e nem faça empréstimo pessoal sem garantias, por exemplo, pois com eles você pode pagar altas taxas de juros.

Empréstimo com garantia de imóvel: prazo de pagamento estendido

No geral, o empréstimo com garantia de imóvel oferece um limite de 12 meses ou mais. Esse prazo tende a variar de acordo com a instituição bancária, mas muitas vezes chega a 180 meses.

Assim você pode pagar as parcelas do empréstimo com bastante tranquilidade, sem precisar desorganizar a sua vida financeira.

Empréstimo com garantia de imóvel: não precisa desocupar o imóvel

No empréstimo com garantia, o dono do imóvel continuará sendo proprietário do bem, e o mesmo não precisa ser desocupado durante o período de contrato do empréstimo. Mas lembre-se: são aceitos apenas os imóveis que se encontram no nome da pessoa que está solicitando o empréstimo.

Por isso, o empréstimo com garantia de imóvel é considerado uma excelente opção para quem deseja obter mais tranquilidade financeira e pagar todas as suas dívidas.

Empréstimo para autônomos: Conheça o empréstimo para autônomos

Se você é um profissional autônomo, e está cansado de não ter linha de crédito disponível para você, saiba que os bancos e as financeiras agora disponibilizam o empréstimo para autônomos. Com essa nova modalidade de crédito, pode ser a solução para tirar os seus planos do papel.

O número de trabalhadores autônomos tem crescido de forma impressionante em todo o Brasil.  De acordo com um levantamento do banco Santander, em 2017, mais de 30% de toda a mão de obra do país era composta por pessoas que atuavam nessas condições.

O trabalho por conta própria trás consigo muitas vantagens, porém, tem alguns pontos negativos, que principalmente se dá a dificuldade para obtenção de crédito.

Conheça o empréstimo para autônomos

A maioria das pessoas pensam que por não terem um jeito de comprovar renda fixa mensal, não é possível contratar um empréstimo. Porém, isso não se passa de um mito.

Atualmente, são várias as instituições financeiras e bancos que disponibilizam linhas de crédito para os seus clientes que trabalham como autônomo e não possuem um holerite para comprovar a sua renda. Esse tipo de empréstimo, eles chamam de empréstimo para autônomos.

Se você está pensando em solicitar um empréstimo para autônomos, você precisa fornecer algumas informações básicas e pessoais, especialmente o número do seu CPF.

A partir disso, a financeira em questão vai consultar o seu score, ou seja, a sua pontuação perante o mercado financeiro para determinar qual o valor máximo do empréstimo que pode ser concedido e a taxa de juros.

Em muitos sites você consegue encontrar um simulador de empréstimo para autônomos, lá basta você preencher os seus dados, valor do empréstimo que gostaria de solicitar e pronto, você terá disponível todas as condições que os bancos e as instituições estão oferecendo. Dessa forma, fica mais fácil de você simular e contratar o empréstimo para autônomos certo.

Simular cartão de crédito: Simule seu limite e taxas de cartão de crédito

Com um cartão de crédito, são diversas oportunidades que surgem, como, por exemplo, o adiantamento ou parcelamento do pagamento de uma compra em momentos que você não tem dinheiro para pagar à vista na aquisição de algo que deseja. Além disso, existem os desejados programas de recompensa, que muitas operadoras oferecem a seus clientes, onde ao juntar pontos, você consegue trocar por passagens aéreas. Esses são os principais motivos que as pessoas desejam tanto ter um cartão de crédito.

Enxergando isso, é que atualmente, existem diversas empresas que oferecem o serviço de cartão de crédito para seus clientes. Foram criados cartões para o atendimento das mais diversas necessidades. Existem cartões de bancos, financeiras, lojas de departamentos, supermercados, lojas de materiais de construção e até mesmo, cartões de créditos oferecidos por aplicativos de celulares.

É muita oferta disponível no mercado e dessa forma, é muito difícil escolher alguma delas ao contratar um cartão de crédito, e, além disso, garantir que você fez a melhor escolha. Por isso Simular cartão de crédito é essencial para você fazer a contratação certa.

3 formas de Simular cartão de crédito

Existem diversas formas de Simular cartão de crédito disponíveis, porém, separamos as 3 melhores para que você simule seu limite e taxas de cartão de crédito. Veja abaixo quais são elas:

  1. Sites de bancos: Os bancos disponibilizam em seus sites uma forma fácil Simular cartão de crédito, lá você insere algumas informações para traçar seu perfil e pronto, aparecerá todos os cartões disponíveis para você;
  2. Blogs financeiros: Existem diversos blogs financeiros que ao Simular cartão de crédito, você consegue comparar as opções de diversas instituições financeiras diferentes;
  3. Aplicativos para smartphones: Hoje em dia, existem alguns aplicativos de bancos online que oferecem a opção de Simular cartão de crédito, assim, você consegue ver de forma rápida e fácil quais são as condições deles.

Tudo sobre marketing de afiliados

O nosso mundo vive em constante mudança, mudanças essas que trazem consigo consequências, sejam elas boas ou ruins.

A descoberta, engajamento e evolução da tecnologia é um exemplo de mudança que tem como consequência, as novas formas de comunicação, de estratégias de vendas, de ensino e muito mais.
Toda essa mudança teve grande impacto na forma de se fazer comércio de forma mais saudável, confortável e rentável. Uma dessas formas é o Marketing de Afiliados. Mas o que é Marketing de Afiliados?

Tudo sobre marketing de afiliados

Se você está curioso para conhecer e entender melhor sobre o Marketing de Afiliados, continue lendo o artigo! Com esta leitura você conhecerá essa nova forma de lucrar estando dentro de casa. Acompanhe!

O QUE É SER UM AFILIADO?

Afiliado é o nome dado para o vendedor da internet, mas não vá achando que ele se iguala ao vendedor de lojas físicas.

O trabalho como afiliado se destacou muito por ter um grande diferencial, que é vender por conta própria sem precisar produzir, sair de casa ou ter um chefe.

A grande vantagem de ser afiliado é poder trabalhar dentro de casa e sem precisar gastar nada além de internet e tempo dedicado a venda do produto.

Sendo assim, não será necessário que você tenha uma loja virtual, que você aplique milhões de reais para iniciar seu negócio e também não precisará iniciar com clientes, pois todos eles estão na internet.

Cada afiliado trabalha e planeja suas estratégias de acordo com seu objetivo de negócio, se você se tornar um afiliado aprenderá que algumas estratégias não se aplicam a seu negócio.

O QUE É MARKETING DE AFILIADOS?

No marketing de afiliados existem três pontas de um triângulo, sendo cada um, Produtores, Afiliados e Programa de afiliados.

Os produtores são as pessoas que produzem seus conteúdos, mas não os vendem. O produtor jamais deve ser considerado como chefe, pois sua única função no triângulo é produzir o conteúdo e disponibilizar para que um afiliado venda, sem nenhum compromisso de vendas.

O afiliado como você já sabe, será quem terá interesse em vender determinado produto, lembrando que não há compromisso algum entre a venda e o produtor, sendo de inteira responsabilidade do afiliado as estratégias de venda do produto.

O programa de afiliados é uma ferramenta onde os afiliados e produtores podem manter contato sobre os produtos a serem vendidos.

O objetivo do programa de afiliados é fazer com que todos os produtores e afiliados estejam em um só lugar, facilitando o encontro tanto de produtos a serem vendidos, quanto de afiliados que querem vender.

— Leia também: Plataforma Eduzz

COMO ME PREPARAR PARA INICIAR MEU NEGÓCIO COMO AFILIADO?

Se você está iniciando no marketing de afiliados, te apresentarei dicas para que você não desista no início dessa nova jornada. Vamos lá!

• Identifique o seu nicho de mercado.
• Estude de forma aprofundada sobre seu nicho, incluindo a concorrência.
• Estabeleça um objetivo ou meta em seu negócio como afiliado.
• Pesquise sobre as formas mais rentáveis e seguras para vender seus produtos.
• Tenha autonomia sobre seu negócio, escolha apenas os produtos que te auxiliarão no seu objetivo.
• Lembre-se de que existem muitas outras formas de investimento, além de capital, que fazem a diferença na hora de divulgar um produto.

CONCLUSÃO

O marketing de afiliados é bom para aqueles que cansaram de ter que utilizar o transporte coletivo ou enfrentar quilômetros de trânsito.

Entretanto, é um trabalho como qualquer outro e se você fizer dele seu ganha pão terá de estudar muito para que não se estresse e desista só marketing de afiliados.

O fato de não ter a quem responder sobre as vendas realizadas e metas batidas, não muda um outro fato que é, se você não vender só vai estar em casa fazendo nada, se você não vender não pagará as contas e o pior, terá de voltar a se empregar em alguma empresa .

Entenda o crédito tributário

Apesar de presente no dia a dia de muitos empresários, existem algumas dúvidas sobre o crédito tributário, entenda.

Crédito tributário

Podemos definir crédito tributário como um valor que o Estado (sujeito ativo) pode ou não, exigir do contribuinte (sujeito passivo). Esse tipo de cobrança tem origem em uma obrigação tributária, sendo então constituída após o lançamento. São necessários 3 requisitos para a existência do crédito tributário:

  • Previsão em lei;
  • Fato Gerador;
  • Lançamento do Tributo.

Entenda ainda que o crédito tributário não possa ser confundido com a obrigação tributária, mesmo que ambos tenham a mesma “natureza”. De maneira legal, o Fisco não tem meios para poder fazer cobranças tributário, contudo possui algumas ações para que consiga receber créditos tributários (que sejam líquidos, exigíveis e certos). Caso exista alguma alteração no crédito tributário, da mesma maneira a obrigação vai existir. Se a obrigação for eliminada o mesmo vai acontecer com o crédito tributário.

            Também temos que lembrar que a obrigação é independente da manifestação do sujeito passivo. Isso significa que se está disposto na lei, esse contribuinte ficará responsável por este crédito tributário mesmo que não tenha qualquer conhecimento dessa obrigação.

Lançamento do crédito tributário

            O lançamento do crédito tributário pode ser entendido como essencial para a constituição do crédito tributário. Conforme é expressado pelo artigo 142 do Código Tributário Nacional é um procedimento que verifica a existência de fato gerador da obrigação correspondente, determinando a matéria tributável, calculando o montante do tributo que é devido, assim como identifica o sujeito passivo.

            O fato gerador é que determina a data do lançamento, assim como isso é definido pela lei atual, mesmo que seja extinta. O Estado só tem o direito de exigir o pagamento do tributo após o lançamento e posterior constituição do crédito tributário.

Há casos ainda em que o próprio sujeito passivo, o contribuinte, declara o valor devido ao Estado, realiza o cálculo e o recolhe. Ainda assim, considera-se que o Estado constitui o crédito.

Extinção do crédito tributário

            Para finalizar entenda algumas situações referentes à extinção do crédito tributário: 

  • O pagamento
  • A compensação
  • A transação
  • Remissão
  • A prescrição (perda do prazo para cobrança do crédito. Contabiliza-se cinco anos desde sua constituição) e a decadência (perda do prazo de 5 anos para o lançamento)
  • A conversão de depósito em renda
  • O pagamento antecipado e a homologação do lançamento nos termos do disposto no artigo 150 e seus §§ 1º e 4º
  • A consignação em pagamento, nos termos do disposto no § 2º do artigo 164
  • A decisão administrativa irreformável, assim entendida a definitiva na órbita administrativa, que não mais possa ser objeto de ação anulatória
  • A decisão judicial passada em julgado
  • A dação em pagamento em bens imóveis, na forma e condições estabelecidas em lei

Crédito consignado para negativado: Vale a pena?

Enfrentar dificuldades para o pagamento de todas as dívidas têm sido cada vez mais cotidiano. Desse modo, o público procura novas maneiras de sanar os problemas financeiros, principalmente quando se fica com o nome sujo.

Nesses casos, não é raro que a alternativa encontrada seja o empréstimo consignado. Com condições mais flexíveis, linhas de crédito para negativados têm se tornado a principal forma para a quitação das dívidas.

Porém, é preciso analisar algumas situações para saber se o crédito consignado realmente é a opção mais viável. Confira abaixo algumas informações sobre o assunto.

Crédito consignado oferecem juros mais elevados

Apesar de algumas facilidades para à disponibilização do serviço, o crédito consignado tem suas particularidades. Uma delas, portanto, é o fato de contar com uma taxa de juros mais elevada em relação às outras opções.

Isso porque o fato de a pessoa estar com o nome sujo, as garantias de que o empréstimo consignado será pago são menores.

Para compensar esse problema, as instituições financeiras costumam elevar a taxa de juros. Além disso, é importante lembrar que o prazo para a quitação dos valores também pode ser reduzida.

Renegociação das dívidas pode ser mais eficiente que empréstimo consignado

O não pagamento das dívidas dentro do prazo previsto geralmente resulta em inclusão de novas taxas, além de poder ficar com o nome sujo.

Uma dívida no cartão de crédito, por exemplo, pode acarretar no acréscimo do crédito rotativo, uma das taxas mais elevadas do mercado. Desse modo, é necessário encontrar a melhor saída para o pagamento.

Entretanto, há muitos casos onde o empréstimo consignado pode não ser a melhor alternativa. Isso porque os juros cobrados podem ser ainda maiores do que aqueles adicionados à dívida.

Sendo assim, a melhor alternativa pode ser a renegociação da dívida junto com o credor. Para que haja um acordo entre ambas as partes, é possível que alguns daqueles juros possam ser eliminados,

EMPRÉSTIMO ONLINE SEGURO: 3 MANEIRAS DE FAZER UM EMPRÉSTIMO ONLINE SEGURO

Em época de crise econômica a saída das dívidas pode ser a contratação de um empréstimo o que pode contribuir para renegociar a dívida por juros até mais baratos.

Hoje em dia ir ao banco presencialmente para realizar esse serviço já é ultrapassado. Existem maneiras mais simples e cômodas e até mais seguras do que ir ao banco físico. O empréstimo online é um deles. Podemos afirmar como a maneira mais segura.

COMO REALIZAR UM EMPRÉSTIMO ONLINE SEGURO

A maioria dos bancos oferece esse serviço em seus sites e aplicativos, além dos caixas eletrônicos. Só nesse parágrafo você viu duas opções de empréstimo online seguro: Por aplicativo e por internet banking.

Nos dois casos você vai precisar colocar o valor desejado, o tempo em que pretende pagar o empréstimo, em algumas instituições é oferecido o crédito na hora e mais de 2 meses para pagar a primeira parcela. Tudo isso você consegue ver na tela do celular ou notebook.

Além dessas opções com o seu próprio banco é possível também realizar empréstimo online seguro em corretoras online e fintechs o que permite também levar a sua dívida para esses locais, ou seja, migrar de credor. Essa opção é interessante caso você consiga em outro local uma negociação melhor com taxas menores etc.

EMPRÉSTIMO ONLINE SEGURO: BÔNUS

Outra opção é o site de comparativos. Ele te mostra na hora as opções com as taxas mais baixas em comparativo com o seu próprio banco e concorrentes.

Nesses sites você deverá colocar alguns dados:

  • Nome completo
  • CPF
  • Valor do empréstimo desejado
  • Número de parcelas

Porém é fundamental ter equilíbrio e responsabilidade pois pedir mais dinheiro ao banco é simples como apertar um botão. Por isso, consciência sempre. Não se deixe levar pela tentação.