IPVA 2018: Como consultar o IPVA do meu veículo?

Todo ano quando a conta dos impostos chega, você não tem para onde correr. E para os motoristas não é diferente. Por isso, é importante você saber exatamente onde consultar o IPVA 2018 para não se complicar depois. Então, você deve procurar uma alternativa que descomplique o processo para você.

IPVA 2018 Como consultar o IPVA do meu veículo

Como saber se eu preciso pagar IPVA para o meu veículo?

 

Há diversas hipóteses nas quais o automóvel não será obrigado a pagar o IPVA 2018. Pensando nos seus direitos, fizemos uma lista das organizações que tem imunidade com base na Constituição Federal e ficam desobrigadas a pagar o imposto sobre seus veículos.
Confira abaixo:

  • Templos de qualquer culto;
  • Entidades Sindicais;
  • Instituições de assistência social e de educação;
  • Partidos políticos;
  • Órgãos públicos, incluindo autarquias e fundações;

 

Eu tenho direito a isenção do IPVA 2018?

 

Na modalidade de isenção o Estado abre mão de cobrar o imposto sobre o seu veículo. São diversas categorias, portanto é muito importante que você saiba em qual delas o seu veículo se encaixa para pedir a isenção e poder se livrar de pagar mais um imposto. O IPVA 2018 não é cobrado de:

  • Taxistas;
  • Ônibus utilizado no transporte urbano ou escolar;
  • Entidades diplomáticas;
  • Pessoas com deficiência física, visual, mental ou autista;

Se você se encaixa em qualquer uma dessas categorias é possível requerer a isenção do IPVA 2018 para o seu veículo. Também se encontra na modalidade de isenção as máquinas utilizadas para fins agrícolas, que não precisam pagar o imposto.

Mas o meu carro foi roubado, eu tenho que pagar o IPVA dele?

 

Não. Os veículos roubados ou furtados têm dispensa de pagamento do IPVA enquanto se encontram nessa situação. Isso também ocorre com veículos de paradeiro desconhecido, desde que apresentando o boletim de ocorrência. Também são dispensados de pagar o IPVA 2018 os veículos onde ocorreu a chamada perda total, isto é, um dano grave e irreversível no automóvel que impossibilita a locomoção. Para essas situações é necessário a apresentação do boletim de ocorrência, comprovando o relato do estado do automóvel à polícia.

 

Eu tenho um carro muito velho na garagem, como fica a situação dele?

 

Em muitos lares no Brasil ainda tem aquele carrinho velho, de valor puramente sentimental que a gente não consegue se desfazer. Muitas vezes esse carro passou anos na garagem e o imposto não foi pago porque o carro não estava circulando. É impossível sabermos a idade do seu carro, mas podemos te informar que é grande a chance desse seu carrinho de estimação já ser isento do IPVA 2018. A isenção muda de estado para estado, variando entre 10 e 20 anos contados a partir da data de fabricação. Então você vai poder arrumar aquele seu xodó automotivo e dar umas voltas com ele sem ter que pagar mais um imposto.

 

Meu carro não encaixou em nenhuma categoria, vou ter que pagar.

Para isso, é importante que você fique ciente da situação exata do seu veículo. Mas não se preocupe, há lugares na internet que podem te ajudar. O site IPVA 2018 oferece consulta e informações do IPVA em todo o Brasil e pode ser uma mão na roda pra você.

Para que serve a tabela FIPE e qual é a sua importância

A tabela FIPE é um instrumento indispensável para quem deseja comprar ou vender o seu veículo usado. Afinal, contribui para as negociações, sobretudo no que diz respeito ao valor real do veículo.

No entanto, o que muitas pessoas não sabem, é que ela não garante que o preço estipulado seja o mesmo do fechamento do negócio. Ao longo deste post você poderá compreender melhor esse tipo de informação e ainda descobrir qual a verdadeira importância dessa tabela. Confira:

tabela fipe

Tabela FIPE: o que é

A tabela FIPE é um método de precificação amplamente utilizado no processo de avaliação e negociação de veículos. Os dados da tabela são mensalmente divulgados e atualizados, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), entidade responsável pelo levantamento de informações desse setor no mercado.

Nela estão expressos os valores médios em reais, dos preços de automóveis, de acordo com a sua marca, ano e modelo. É importante destacar, que essa tabela não avalia quesitos como:

  • Quilometragem do veículo
  • Estado do automóvel
  • Cor
  • Acessórios do veículo
  • Região

Isso faz com que o processo de precificação do veículo com base nessa tabela, ocorra de modo totalmente imparcial, o que proporciona mais transparência e segurança no momento da comercialização do automóvel.

Afinal, para que serve a tabela?

De maneira geral, essa tabela é considerada como o primeiro passo para a negociação ou até mesmo avaliação de um veículo usado. É por meio dos dados obtidos com a tabela, que será dado o início para a compra ou venda dos automóveis.

Os valores da tabela são definidos de acordo com os preços dos mais diversos veículos do mercado, sejam eles novos, seminovos ou usados. É justamente por isso que ela é usada como uma referência para os vendedores.

Mas atenção! O valor definido para o veículo que se deseja comprar ou vender não é estipulado com base apenas nisso. Pelo contrário, para precificar um veículo é necessário levar em consideração outras variações que não estão inseridas na tabela.

 

A verdadeira importância da Tabela FIPE

A tabela FIPE é de suma importância para a comercialização e negociação de veículos em todo o país. Afinal, sem ela seria praticamente impossível estipular um preço justo a um veículo seminovo ou usado.

Desde quando foi criada, em 1973, ela tem sido amplamente utilizada por instituições financeiras, seguradoras e até mesmo por motoristas que não possuem base de preço no segmento automotivo.

Devido a ela, tornou-se mais prático e seguro estipular preços de venda e compra de veículos, de acordo com as suas especificidades e avaliação de mercado. A sua importância é tamanha que o indicador da tabela também é usado como base para o cálculo de impostos como o IPVA e para as parcelas de seguro dos carros.

 

Como usar a tabela Fipe

Mas como usar essa tabela tão importante para negociações de veículos? É simples, tudo que o interessado na compra ou venda de veículos precisa fazer é acessar o site do Instituto e fazer a pesquisa gratuita dos melhores preços do mercado para os carros usados, seminovos ou novos.

Para isso, o site irá exigir que sejam inseridas algumas informações sobre o veículo, tais como:

 

  • Tipo do veículo: Caminhão, moto ou carro
  • Ano de Referência
  • Modelo
  • Marca
  • Ano de Fabricação

 

É com base nessas informações que o sistema irá apresentar as importâncias, em reais, de cada tipo de veículo. Com base nelas, será possível iniciar qualquer tipo de negociação de compra ou venda de veículos, independente da sua condição.

Usar a tabela FIPE no momento da negociação de um automóvel, é uma das principais garantias de que se está realizando uma boa venda ou compra. Afinal, seus preços são elaborados de maneira imparcial, de acordo com as reais necessidades e demandas do mercado.

Esse parâmetro é tão seguro e eficaz, que até mesmo as grandes instituições financeiras e seguradoras do país a utilizam como base de precificação dos seus serviços e produtos.

Por essa razão, se você está pensando em vender ou comprar um veículo opte por acessar o site oficial da fundação e realizar uma pesquisa prévia sobre o valor de mercado que esse veículo possui no mercado.